Alameda Santos, 211 Cj.1305 Seg - Sex 07:00-19:00 Sáb. 08:00-13:00 55 11 3283 2018 - Whatsapp 55 11 95327 9449

Medicina Fetal é uma sub-especialidade da Ginecologia e Obstetrícia que tem por finalidade diagnosticar anomalias fetais, rastrear parto prematuro e risco de desenvolvimento de pré-eclâmpsia na gestante. Além do rastreamento e diagnóstico, possibilita o tratamento de algumas doenças fetais, ainda no período intra-uterino. Auxilia no seguimento da gestação, visando o bem-estar do binômio mãe-feto, possibilitando o aconselhamento adequado da familia.
Os especialistas em Medicina Fetal (fetólogos) realizam essencialmente três ultrassonografias durante a gestação para a adequada avaliação fetal:

    1. Ultrassonografia obstétrica morfológica do 1º trimestre. É realizada entre 11 e 13 semanas e 6 dias. Permite identificar um grupo de fetos com alto risco para anomalias cromossômicas e identifica aproximadamente metade das malformações fetais.
    2. Ultrassonografia obstétrica morfológica do 2º trimestre. É realizada entre 20 e 24 semanas. Identifica a maioria das malformações fetais, sendo que algumas podem ser tratadas intra-útero, entre elas a Mielomeningocele, Hérnia Diafragmática Congênita, Síndrome da Transfusão Feto-Fetal, Uropatias Obstrutivas, Cardiopatias, entre outras.
    3. Ultrassonografia obstétrica morfológica do 3º trimestre. É realizada entre 28 e 30 semanas de gestação. Permite avaliar o crescimento fetal e identificar algumas malformações especificas que só apresentam sinais ultassonográficos tardiamente na gestação como cardiopatias (estenoses aórticas e pulmonares), obstruções intestinais, cistos ovarianos, entre outras.

Exames ultrassonográficos adicionais podem ser necessários. Por isso, é imprescindível realizar o seguimento fetal com um especialista qualificado, buscando a excelência no diagnóstico e tratamento. O diagnóstico e tratamento precoces das anomalias fetais interferem no acompanhamento adequado da gestação e também no prognóstico dos bebês com malformações.

WhatsApp